quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Influenciadores Digitais e Produção de Conteúdo



Há alguns anos atrás, os canais do YouTube sugiram como uma nova mídia influenciadora nas decisões de compra em vários nichos de mercado. O fenômeno cresceu e tudo indica que, de fato, a tendência se confirmou: vários players de marketing veem nos YouTubers um nova forma estreitar a comunicação com seu target.

Apesar de por aqui YouTuber ainda ser um termo comum, ele está mudando. Chamar de influenciadores esses produtores de conteúdo é mais correto, pois não limita a produção apenas à rede social de vídeos da Google. Claro que a força do YouTube é notória, mas normalmente influenciadores não ficam limitados apenas a ele. Também há a retórica de que "todo influenciador é um YouTuber, mas nem todo YouTuber é um influenciador". Por isso, é necessário conhecer o que há por trás desta nova e interessante mídia que já é chamada de Influencer Marketing.

Então, conheça alguns insights de pessoas diretamente envolvidas nesta nova seara de mídias, influenciadores, produtores de conteúdo, novas ideais e novos mercados.

Insight 1

Para quem quer ser um produtor de conteúdo, é imprescindível não perder muito tempo em planejamento de projeto. Vá lá e faça. Claro que uma estratégia inicial é necessária, mas apenas para organizar a criação. Segundo Javi Moreno, gerente de projeto editorial da BuzzFedd, "publique, teste, repita, use data, obtenha insights,  ganhe, erre". Não há outro jeito de testar se o seu conteúdo é bom de fato se você não botar a sua cara no mundo e ver se está dando certo. Não tenha medo.

Insight 2

Em linha com o item acima, faça experimentações. É o que diz Jon Burk, diretor de conteúdo de marketing e de estratégia digital da AL Roker Entertainment. "Faça experimentações porque ela vai te ensinar como chegar no próximo nível. É assim que você progride".

Insight 3

Muita atenção para as métricas. Sem elas, não há estratégia digital que se sustente. Dados analíticos e gráficos não são para nerds, mas sim para todos que querem ou precisam atuar no digital. O YouTuber Mathew Patrick, ou MatPat como é mais conhecido, tem mais de 8 milhões de seguidores e nos conta que "as redes sociais são plataformas tanto criativas quanto matemáticas". Esse também é o pensamento de Lendi Slover, produtor sênior da AwesomenessTV. Ele acredita que "se você não está olhando para o Analytics, você está fazendo digital errado".

Insight 4

"Começar enxuto é importante, não vamos nos arriscar fazendo algo enorme ou caro. Precisamos saber se estaremos prontos para lucrar". Esse é outro importante insight de Lendi Slover. Ou seja, nada de grandes investimentos ou de grandes produções se isso não for necessário ou lucrativo.

Insight 5

Todo o trabalho de criação de conteúdo está direcionado para produções de vídeos. Quem afirma isso é o VP de produto do Facebook, Fidji Simo. Ele é categórico: "toda expansão da rede social está concentrada ao redor do audiovisual, de forma que se torne uma experiência cada vez mais imersiva".

Insight 6

 Encontre sua comunidade, seu nicho ou super nicho. Como diz Gavin McGarry, presidente de mídias sociais na Jump Wire Media, "o futuro das redes sociais são as comunidades". O guro do marketing digital, Seth Godin, já diz isso há bastante tempo: "nenhum nicho é pequeno se ele é seu".

Essas são algumas ideias práticas de quem já atua no mercado. Há muito ainda para ser explorado nesta nova área de desenvolvimento de conteúdo criativo. Agradeço aqui a YouPix, principalmente a Bia Granja e Dani Costa Besouchet, pelo excelente material montado a partir do YouPix Study Tour LA 2017.